sábado, 26 de julho de 2014

POLÍCIA PRENDE AUTORES DE CRIME BÁRBARO EM JORDÂNIA, NO VALE DO JEQUITINHONHA

Dois suspeitos de assassinar a jovem Dara Gomes Lima, de 18 anos, foram presos na manhã desta sexta-feira, 25 de julho, em Jordânia, no Vale do Jequitinhonha. O trabalho investigativo realizado pela Polícia Civil em parceria com a Polícia Militar resultou na prisão de Renato Santos Souza, vulgo “Renatinho”, e João Lenon Ferraz dos Santos, vulgo “Vein”. Um dos elementos foi detido na comunidade do Jacarandá e o outro foi preso enquanto passeava tranquilamente pelas ruas de Jordânia.
 
O corpo de Dara Gomes Lima foi encontrado enterrado em uma fazenda na
zona rural do município
Renato confessou ter praticado o crime juntamente com João Lenon, porém, o autor João Lenon alega que ajudou somente a carregar o corpo e ocultar na fazenda “Garotinha”, onde foi encontrado na última segunda-feira (21).

População da cidade aglomerou em frente ao quartel da PM no momento que os
suspeitos chegavam ao local Foto: Portal Jordânia
O crime chocou a cidade e provocou uma grande mobilização para cobrança de justiça quanto a morte da jovem. Na manhã de hoje, no momento em que os dois autores eram apresentados no quartel da PM, centenas de pessoas aglomeraram no local.

Relembre o caso

O corpo de uma estudante de 18 anos foi encontrado no início da tarde desta segunda-feira, 21 de julho, em Jordânia, no Vale do Jequitinhonha. De acordo com a Polícia Militar, a mãe da jovem procurou a Polícia Militar no final da manhã de hoje para relatar o desaparecimento da filha Dara Gomes Lima, que teria saído de casa no último sábado (19) e não retornou.

(Corpo foi encontrado em um matagal na zona rural de Jordânia – Foto: Portal Jordânia)
A mãe da vítima foi orientada a colocar um anúncio na rádio local comunicando o desaparecimento, mas antes do registro da ocorrência, a Polícia Militar foi procurada por um vaqueiro, que relatou ter visto vários urubus no interior de um matagal na Fazenda “Garotinha”. Ainda segundo a PM, o homem informou que foi verificar o que tinha no local e deparou com um corpo enterrado em cova rasa com a cabeça pelo lado de fora, já em estado inicial de decomposição.

Diante da informação, policiais militares foram deslocados até o local, onde constataram a veracidade do fato. O local foi isolado e preservado, e de imediato foi acionada a perícia técnica da Polícia Civil. O perito que compareceu ao local constatou que o corpo da vítima possuía várias perfurações nas costas, no peito, no ombro e o pescoço estava quase decepado. Foi verificado também um corte profundo na mão direita e parte do cabelo do couro cabeludo já havia caído. Após os procedimentos de praxe da perícia, o corpo foi removido do local e encaminhado para o Instituto Médico Legal.

A Polícia Militar ainda não tem informações concretas sobre o autor ou autores do crime, mas a suspeita é que o motivo seja passional, já que testemunhas relataram que a vítima teria se envolvido com um homem casado.

Fonte: Portal Jordânia

quinta-feira, 24 de julho de 2014

A Descoberta do Minério em Minas Novas: “A Redenção do município ou a Decadência Definitiva”

Este é um guest post do leitor Douglas Ribeiro Soares

Tem sido recebido com euforia e boas expectativas a descoberta de aproximadamente 720 milhões de toneladas de minério de ferro, cujo investimento para abertura das minas deve começar ainda em 2014. No entanto, nem tudo são flores na área da mineração. É preciso ter muito cuidado para que a exploração desse bem precioso venha a deixar desenvolvimento e riquezas quando se acabar e não venha a destruir de vez a cidade, restando somente buracos e o pior passivo ambiental: a falta de água. 
 
Exploração do Minério de Ferro. Foto: Divulgação
Desde o tempo dos bandeirantes, o Vale do Jequitinhonha tem sido vítima da exploração predatória de seus recursos naturais, gerando somente miséria e falta de expectativa de futuro para sua população. Ao contrário das demais mesorregiões de Minas Gerais que souberam usar bem seus recursos, garantindo prosperidade para o futuro, o Vale se viu saqueado de seus diamantes e jazidas de ouro e não obteve nenhum benefício.

A exploração do minério de ferro em Minas Novas poderá, se usada com responsabilidade e bom senso, gerar um ciclo de desenvolvimento que poderá beneficiar todo Alto Jequitinhonha, e, caso não seja bem usufruída, causará o declínio definitivo dessa região tão carente de Minas.

O investimento

Minas Novas deve receber um aporte de 20 Milhões de reais, a serem divididos com outros projetos da Cleveland Mining, multinacional exploradora de minério, pelo país.  Ao criar a infraestrutura para exploração do minério, mão de obra, possivelmente local, deverá ser contratada, aumentando a oferta de empregos no município. Deverá crescer a demanda por moradias, serviços, e o comércio deverá ser um dos principais beneficiados, aumentando o faturamento dos pequenos comerciantes.

Ainda na esteira do desenvolvimento, a prefeitura municipal deve ver seus cofres incharem como a arrecadação da CFEM, Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais, além de ver aumentar a arrecadação de ISS, o imposto sobre serviços que aumentará com o crescimento da atividade comercial local.


Diversificação da Economia e Infraestrutura são os segredos para um Futuro próspero e Consolidado.

Seguindo exemplo de muitas cidades mineiras, Minas Novas deverá planejar o seu crescimento, aproveitando todas oportunidades de crescimento que aparecerão de agora em diante, visando o investimento em infraestrutura e a diversificação da economia, para que, quando o minério acabar, existam outras empresas e indústrias de outros segmentos que sustentem a cidade. Abaixo seguem algumas chances que a prefeitura não deve, sob hipótese alguma deixar que se não se concretizem.

Estruturação Básica do Município

As autoridades políticas devem procurar o quanto antes de começar a exploração do minério, a estruturação básica do município, com a criação de creches, escolas hospitais, pavimentação asfáltica das ruas entre outros, visando assim a preparação da cidade para o futuro crescimento demográfico proporcionado pela indústria extrativa. Muita mão de obra de outras cidades e até mesmo outros estados deverá chegar à cidade, demandando serviços e produtos. Cabe ao prefeito e aos vereadores pleitearem recursos financeiros junto aos Governos Estadual e Federal para estruturação básica da cidade. Um bom exemplo seria solicitar à caixa econômica obras de construção de casas e apartamentos dentro do programa “Minha Casa, Minha Vida” para que não haja déficit habitacional, e, consequentemente, formação de favelas e comunidades carentes. Tal estruturação poderá estar dentro de um programa estratégico, tático e operacional e, caso nossas lideranças políticas sejam hábeis e fortes,  tal projeto poderá contar com financiamento do Fundo de Incentivo ao Desenvolvimento, o Findes que tem como objetivo de dar suporte financeiro a programas de financiamento destinados ao desenvolvimento e à expansão do parque industrial mineiro e das atividades produtivas e de serviços nele integradas.  O Município ainda pode pleitear os benefícios do FDNE - Fundo de Desenvolvimento do Nordeste que financia projetos estratégicos de infraestrutura. 

Instalação de uma unidade do SENAI ou outra escola Técnica.

A vinda da indústria da mineração exigirá mão de obra especializada e uma unidade do SENAI para fomentar o ensino técnico que deverá atuar nas empresas. A carência de profissionais da área fez com que os salários elevassem. Segundo a Hays, multinacional especializada em recrutamento e seleção, o Brasil paga o oitavo maior salário do mundo na área de mineração.

Construção de uma linha ferroviária para escoar o minério e outros produtos

Estão em cogitação as formas como o minério a ser explorado deverá ser transportado. Estão em estudo a construção de minerodutos ou linha férrea. Uma linha férrea que ligue Minas Novas até Montes Claros ou até mesmo ao porto de São Mateus, no Espírito Santo transformará a realidade econômica da cidade, pois, dará ao empresariado interessado em investir no local uma opção para escoar a produção, seja agrícola ou de produtos industrializados. Transportar produtos através de ferrovias é uma das opções mais baratas de frete. A diferença de preço nesse tipo de transporte incide no produto final, deixando-o mais barato e mais competitivo, beneficiando o produtor. Uma ferrovia atrai muitos investimentos empresariais, o que beneficiaria a cidade, através recolhimento de impostos dessas empresas e a população que é empregada nesses segmentos.

Criação de Distritos Industriais

Distritos industriais são verdadeiras âncoras de prosperidade, pois as empresas e indústrias se instalam nesses ambientes  pagam impostos que sustentam a cidade, absorvem mão de obra local e o principal: Diversificam a economia, para que o município não dependa somente do fundo de participação do município ou dos futuros royalties da mineração. Quando o minério se for, as indústrias atraídas por um município estruturado ficarão, gerando tributos que contribuirão para um contínuo desenvolvimento.

Investimento na Agricultura Familiar, Agricultura Irrigada, Cooperativas de Agricultores e Industrialização de Alimentos.

Outro passo importante para diversificação econômica de Minas Novas,é o investimento na agricultura em todos os âmbitos: Agricultura Familiar, Agronegócio, Cooperativas de agricultores e investir na industrialização dos alimentos ali produzidos. Para que não se dependa exclusivamente das chuvas, é necessário a estruturação da agricultura irrigada. O projeto Jaíba no Norte de Minas é exemplo de como a agricultura irrigada pode transformar a realidade econômica de uma cidade. Caso a construção de uma linha férrea para transporte do minério se concretize, a produção poderia ser escoada para Montes Claros e, através do Aeroporto, exportada, gerando assim divisas para a prefeitura. 

Grandes produtores do agronegócio também podem ser atraídos caso haja uma oferta de infraestrutura e mão de obra qualificada. Cooperativas poderiam também atuar na industrialização de alimentos, visando o mercado interno brasileiro. Em Minas Gerais, 70% da produção dos alimentos consumidos no dia a dia vem da agricultura familiar. A demanda cada vez maior por alimentos em todo o mudo abre um leque de possibilidades e negócios. Vale lembrar que no Brasil, o PIB do Agronegócio em 2013 foi de 1 trilhão de Reais, respondendo á 23% no montante  de todos produtos e serviços produzidos pelo País naquele ano. Os interessados em investir no agronegócio Minasnovense poderão contar com um importante aliado para financiar projetos: O Fundo de Equalização do Estado de Minas Gerais, cujo objetivo é  objetivo de aumentar a competitividade do Estado para atrair e manter empresas que apresentem ou desenvolvam empreendimentos de importância estratégica para a expansão ou modernização das cadeias produtivas ou de suas aglomerações produtivas locais.

Um pacote de incentivos Fiscais

Minas Novas se inclui dentro da área mineira da SUDENE (Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste) e goza de incentivos federais para as indústrias que se instalarem aqui, gerando empregos para  a população e impostos e tributos para a prefeitura. Podemos citar como exemplo que o Governo Federal pode dar desconto de até mesmo 75% no IRPJ, Imposto de Renda de Pessoa Jurídica. A liderança política do município deve buscar alinhar esse importante incentivo fiscal à outros concedendo ao empresariado desconto nos impostos municipais e, buscar junto ao Governo do Estado, desconto no ICMS para quem investir no município. Empreendimentos criados em Minas Novas ainda podem contar com financiamento do Banco do Nordeste, com juros abaixo dos oferecidos pelo mercado, um dos benefícios oferecidos ao município da área da SUDENE e os inúmeros Benefícios do FDNE, Fundo de Desenvolvimento do Nordeste.

O Bom exemplo de Itabirito, Minas Gerais:

A cidade de Itabirito, com 48,600 mil habitantes na região central de Minas Gerais passou há alguns anos pela mesma situação que está passando Minas Novas, e, com muito bom senso soube aproveitar a receita advinda da mineração para estruturar o município a atrair outras indústrias para a cidade. Hoje, Itabirito está recebendo diversos investimentos privados, entre eles, um aporte de 285 milhões de reais da Coca Cola, que logo irá inaugurar uma planta industrial de 300 mil metros quadrados na cidade. Outras empresas viram em Itabirito uma cidade bem estruturada e seguiram o exemplo da fábrica de refrigerantes. A Ortocrin Colchões  está investindo 300 Milhões em uma planta às margens da BR 040 e a A indústria francesa de revestimentos para pisos e fachadas Rebeton também vai se instalar na cidade. A expectativa é a de que US$ 30 milhões sejam investidos pela companhia, que deve ocupar um terreno de 2 mil metros quadrados. A SUPLIMED que fabrica produtos da área oftalmológica deve investir 15 milhões de reais e a Cervejaria Krug Beer está negociando a instalação de uma unidade produtora no município. Todos esses investimentos gerando renda e empregos chegaram por que viram uma cidade estruturada, que usou o dinheiro da mineração para diversificar sua economia.  

O mau exemplo de Potossí, na Bolívia:

A Cidade de Potossí na Bolívia conheceu o progresso, a riqueza e o crescimento, graças a descoberta de diversos minérios na Montanha de Cerro Rico, em 2005. O comércio era intenso, mas todos dependiam exclusivamente do dinheiro da mineração.

A cidade não diversificou a economia, se acomodou na renda vinda do zinco, prata, chumbo e estanho. Bastou a crise de 2009 para que o preço das commodities caísse e a prosperidade fosse embora. Potossí virou uma cidade fantasma. Segundo a estatal Comibol (Corporação Mineira da Bolívia), dos 15 mil mineiros que trabalhavam nas cerca de 30 cooperativas até meados do ano, apenas 2.000 restam.  No ramo imobiliário, o preço dos terrenos caiu pela metade.

Outro setor duramente atingido foi o dos comerciantes de veículos, que financiaram a compra de caminhões para transporte de minério. Hoje, com a produção em queda livre, vários veículos ficaram ociosos, e muitos estão sendo revendidos a preços bastante baixos.

O novo código Mineral

Está parado dentro dos trâmites oficiais a votação do código mineral que ira reger a exploração mineral no Brasil, em substituição ao Marco Regulatório do Setor Mineral. O novo marco criará novas regras e ajustará outras para exploração de minérios no país. Tudo indica que sua votação ficará para o ano de 2015. O que mais interessa aos municípios produtores é no que se refere à Cfem, compensação pela exploração de minério de ferro. A alíquota poderá em certos casos, triplicar o que daria mais recursos para os municípios aumentarem suas receitas, pois o novo marco regulatório, prevê, entre outras mudanças o aumento na arrecadação de 2% do faturamento líquido para até 4% do faturamento bruto em certos casos. O empresariado porém reclama que tais ajustes irão afugentar possíveis investidores do País.  

A Devastação dos Minerodutos.


Um dos meios que se avaliam para a retirada e transporte do minério, é através de minerodutos. Infelizmente, os minerodutos deixam um rastro de destruição de devastação ambiental por onde passam. Como se não bastasse, o mineroduto se utiliza de água para o transporte do minério. Aí se encontra o maior problema. Minerodutos secam as fontes de onde passam, deixando apenas destruição e falta de água para transporte de minério. Segundo o Deputado Estadual Rogério Correa, a própria Ferrous, gigante da mineração mudou recentemente de opção, e, em um de seus projetos em Minas Gerais, Fará o transporte de Minério através de linha férrea. Em certos casos, as empresas responsáveis pela exploração mineral alegam que, caso não seja por mineroduto, a atividade torna inviável comercialmente. Sendo assim, cabe ao poder público em suas três esferas (Municipal, Estadual e Federal) propiciarem o meio de transporte adequado, de forma que seja comercialmente viável a exploração do minério para as empresas e após o término da atividade, fique uma estrada duplicada e asfaltada, ou, até mesmo, uma ferrovia como legado à população.

Caso Minas Novas não se prepare, irá perder uma oportunidade enorme de desenvolvimento, e mais uma vez, o Vale será relegado à exploração predatória e à miséria, restando somente os buracos e o passivo ambiental. Já falta água no Vale e o pouco que tem, não pode ser usado para transportar minério.

quarta-feira, 23 de julho de 2014

PIQUES DE LUZ AFETAM A VIDA DA POPULAÇÃO EM TURMALINA-MG

Há mais de um mês a cidade enfrenta oscilações na rede elétrica entre as 17h e 20h. 

A cada dia, quando a tarde começa a chegar ao fim, a população de Turmalina já não tem certeza se seu fornecimento de energia continuará estável. Há mais de trinta dias se tornaram frequentes as oscilações diárias no fornecimento de energia elétrica da cidade. “É sempre entre as 17h e 20h. A luz cai por uns cinco ou dez minutos. Todo dia”, afirma a empresária local Maria Valderez Lino.

Foto: Ilustração
De acordo com ela, na empresa a preocupação com a segurança noturna e os gastos com manutenção de equipamentos só está aumentando. “Está interferindo até na nossa agenda. Se é de noite, não dá pra saber se a gente sai ou não. Se vai ter energia, se vai ser seguro”, confessa Valderez.
“Não dá para parar a linha de produção a cada pique de energia. São 180 pessoas trabalhando. Por causa disso, fomos obrigados a fazer investimento em geradores de energia independentes”, afirma o empresário, Alimar Alves Cordeiro, proprietário de uma indústria de cerâmica tradicional na cidade. Ele possui duas fábricas e disse que, nos últimos dois meses, já chegou a faltar energia por mais de uma hora seguida na cidade.

Sem explicações

“Eu recebo ligações diárias de ouvintes contando que perderam eletrodomésticos como TV e geladeiras. Quando a luz volta, os equipamentos já estão danificados”, relata o radialista Helton Lopes. De acordo com Helton, a Cemig não dá explicações claras à população sobre a causa do problema e nem previsão de quando o fornecimento será estabelecido. 

Na tarde desta terça-feira (22), a Cemig encaminhou uma nota de esclarecimento sobre o problema ocorrido na cidade. Conforme a companhia, ela já investigava, através da coleta de registros de interrupções da empresa, as quedas de energia momentâneas. "Após a análise dos dados e inspeções no sistema elétrico da região, equipes da empresa foram mobilizadas para a substituição de equipamentos, o que será realizado ao longo desta semana", informou o texto.

Ainda de acordo com a nota, assim que for concluída essa ação, a Cemig seguirá  com o monitoramento do desempenho do sistema elétrico, com o objetivo de assegurar o retorno à normalidade no fornecimento da energia elétrica do município.


Por Ênio Rodrigues, Jornal o Tempo

terça-feira, 22 de julho de 2014

CORPO DE JOVEM QUE ESTAVA DESAPARECIDA É ENCONTRADO ENTERRADO NA ZONA RURAL DE JORDÂNIA

O corpo de uma estudante de 18 anos foi encontrado no início da tarde desta segunda-feira, 21 de julho, em Jordânia, no Vale do Jequitinhonha. De acordo com a Polícia Militar, a mãe da jovem procurou a Polícia Militar no final da manhã de hoje para relatar o desaparecimento da filha Dara Gomes Lima, que teria saído de casa no último sábado (19) e não retornou.

A mãe da vítima foi orientada a colocar um anúncio na rádio local comunicando o desaparecimento, mas antes do registro da ocorrência, a Polícia Militar foi procurada por um vaqueiro, que relatou ter visto vários urubus no interior de um matagal na Fazenda “Garotinha”. Ainda segundo a PM, o homem informou que foi verificar o que tinha no local e deparou com um corpo enterrado em cova rasa com a cabeça pelo lado de fora, já em estado inicial de decomposição.
 
 (Corpo foi encontrado em um matagal na zona rural de Jordânia – Foto: Portal Jordânia)

Diante da informação, policiais militares foram deslocados até o local, onde constataram a veracidade do fato. O local foi isolado e preservado, e de imediato foi acionada a perícia técnica da Polícia Civil. O perito que compareceu ao local constatou que o corpo da vítima possuía várias perfurações nas costas, no peito, no ombro e o pescoço estava quase decepado. Foi verificado também um corte profundo na mão direita e parte do cabelo do couro cabeludo já havia caído. Após os procedimentos de praxe da perícia, o corpo foi removido do local e encaminhado para o Instituto Médico Legal.

A Polícia Militar ainda não tem informações concretas sobre o autor ou autores do crime, mas a suspeita é que o motivo seja passional, já que testemunhas relataram que a vítima teria se envolvido com um homem casado.

Fonte: Portal Jordânia/Aconteceu no Vale

segunda-feira, 21 de julho de 2014

PARTICIPE DA 2ª NOITE DE MASSAS DO ECC, DIA 09/08/2014, NO GRANDE HOTEL, EM MINAS NOVAS

Acontecerá no dia 09/08/2014, a partir das 21:00 horas, a 2ª Noite de Massas do ECC, no restaurante do Grande Hotel, em Minas Novas-MG.

Cartaz: Divulgação - clique para ampliar
O evento beneficente é realizado pelo Encontro de Casais com Cristo – ECC, com a Paróquia São Pedro do Fanado.

domingo, 20 de julho de 2014

PONTE SOBRE O RIO ARAÇUAÍ, EM SANTA RITA, É LIBERADA PELA DEFESA CIVIL

Ponte estava interditada desde 18/12/2013, quando uma enchente quebrou parte da ponte.

A ponte sobre o rio Araçuaí, no distrito de Santa Rita do Araçuaí, Chapada do Norte-MG foi liberada pela Defesa Civil nesta segunda-feira (14/07) após conclusão das obras de recuperação da mesma. Desde então, o trânsito foi normalizado.
Ponte sobre o rio Araçuaí. Foto: Bernardo Vieira/Blog do Jequi


A reforma da ponte era esperada pelos moradores da região, pois o acesso aos distritos de Santa Rita, Cachoeira do Norte e Boa Vista ficou bastante prejudicado durante a interrupção da ponte, que estava interditada desde o dia 18/12/2013, quando uma grande enchente levou parte dela. O Blog do Jequi (ver aqui) noticiou o fato, que foi uma das maiores enchentes do rio Araçuaí.


Ponte sobre o rio Araçuaí. Foto: Bernardo Vieira/Blog do Jequi
A ponte é de grande importância não só para os distritos, mas também serve de ligação entre o município de Chapada do Norte e as cidades vizinhas de Leme do Prado, José Gonçalves de Minas e até mesmo Diamantina, trajeto realizado pelos veículos da secretaria de saúde de Chapada do Norte.

A obra foi realizada pela Prefeitura de Chapada do Norte-MG, com verbas do Governo Federal, que disponibilizou os recursos após decretação de estado de calamidade pública à época pelo município.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

DER-MG AUTORIZA EMPRESA ELABORAR PROJETO DE ASFALTO DE CHAPADA DO NORTE ATÉ TREVO DE LEME DO PRADO

Divulgação se deu no DOE-MG desta terça-feira (15/07). Prazo para elaboração é de até 720 dias. Trecho será de 18 Km.

Foi publicado no DOE-MG desta terça-feira, 15/07, a ordem de serviço de elaboração de projeto de engenharia rodoviária do trecho entre o município de Chapada do Norte-MG até o entroncamento da LMG 677, próximo a Leme do Prado-MG. O prazo para elaboração do projeto é de até 720 dias (02 anos). O valor do projeto ficará em R$ 2.884.536,87 (dois milhões oitocentos e oitenta e quatro mil e oitenta e sete centavos).

O trecho a ser asfaltado será de 18 KM e permitirá o asfaltamento entre os municípios de Chapada do Norte até o entroncamento da LMG 677, próximo a Leme do Prado, passando pelos distritos de Santa Rita do Araçuaí e Cachoeira do Norte. Somente após a elaboração do projeto é que será realizado ainda licitação da obra e, por fim, o asfaltamento.

O Blog do Jequi havia anunciado em abril/2013 a assinatura do convênio pelos prefeitos de Chapada do Norte, Ronaldo Lourenço Santana e de Leme do Prado, Irineu Gomes. Somente agora é que foi autorizado o início do projeto, com data de início em 11/07/2014.

Críticas ao Governo de Minas








































O Jornal O Tempo divulgou no mês de junho/2014 que em quatro anos, menos de 1% do projeto Caminhos de Minas havia sido asfaltado. O projeto era de asfaltar 8.122 Km, destes, somente 0,5% foi concluído.

terça-feira, 15 de julho de 2014

NOVO CRUZEIRO: MÃE QUE TERIA VENDIDO BEBÊ POR R$2.000 É PRESA JUNTO COM 'COMPRADOR'


Homem foi preso em flagrante, em um cartório da cidade, enquanto tentava registrar a criança em seu nome; mulher pagou fiança e foi liberada

Um homem foi preso em flagrante nessa segunda-feira (14), enquanto tentava registrar uma recém-nascida como sua filha, em Novo Cruzeiro, no Vale do Jequitinhonha. De acordo com a Polícia Civil, Anderson Machado da Costa, de 36 anos, teria comprado a criança da mãe por R$ 2.000 e pretendia levar o bebê para Guarulhos, em São Paulo. Costa foi detido em um cartório da cidade, que já estava sendo monitorado pela Polícia Civil devido a uma denúncia anônima.


O denunciante informou à corporação que na madrugada do dia 13 de julho, uma mulher chamada Santa Ferreira Rodrigues, de 30 anos, deu à luz a um bebê e estaria planejando vendê-lo a um homem pela quantia de R$ 2.000. Ainda segundo o denunciante, a criança seria registrada em um cartório da região com o nome de Emanuele.

De posse da informação, a Polícia Civil montou uma operação em vários cartórios para flagrar o suspeito e, na tarde dessa segunda-feira, ele foi detido. A mãe da criança também foi detida e presa por tentar comercializar uma criança, mas pagou fiança e foi liberada. Costa foi detido pelo mesmo crime e também por tentar registrar em seu nome uma criança que não era sua filha. Ele foi encaminhado ao Presídio de Novo Cruzeiro.

A menina está sob os cuidados do Conselho Tutelar da cidade, que informou não ter autorização para passar mais informações sobre o recém-nascido. O delegado Arthur de Oliveira Simões, responsável pelo caso, já ouviu testemunhas que estavam no cartório e deve ouvir mais algumas pessoas para concluir o inquérito. Entretanto, o policial não irá conversar com a imprensa nesta terça. 

Costa é de São Paulo e não tem passagem pela polícia em Minas e nem em outros Estados. Durante depoimento, o suspeito falou que queria o bebê para adotar, uma vez que vive com uma pessoa e queria ter um filho. A mãe da criança, Santa, já era conhecida do comprador do bebê.

Conforme as informações do delegado regional Vinícius Sampaio, o suspeito foi detido no Cartório de Registro Civil de pessoas naturais de Novo Cruzeiro. "Inicialmente tudo indica que ele não pretendia fazer nada com a criança, só mesmo levá-la para São Paulo e criá-la. O bebê está bem, saudável, e aos cuidados do Conselho Tutelar", afirmou o policial. 

Por Bruna Carmona e José Vítor Camilo, do Jornal O Tempo

segunda-feira, 14 de julho de 2014

CAMPEONATO MUNICIPAL DE MINAS NOVAS-MG TEM INÍCIO NESTE SÁBADO, DIA 19/07

Campeonato terá oito times, divididos em dois grupos. Início será neste sábado, dia 19/07.

A partir deste sábado (19/07/2014), a partir das 19:00 horas, a bola começa a rolar no estádio Dr. Pedro Anísio Maia, o “Pequizão”, valendo pelo campeonato municipal de Bairros, em Minas Novas-MG. A atual campeã São Gonçalo enfrenta a equipe Saudade pela abertura do campeonato.

Vista parcial do Estádio Dr. Pedro Anísio Maia, o "Pequizão", em Minas Novas-MG
O torneio terá oito times, divididos em dois grupos, cada um com quatro equipes, assim dividido:

GRUPO A

DOM BOSCO
BECÃ
UNIÃO SANTANA
SEMENTEIRA

GRUPO B

SÃO GONÇALO
RUA DA PONTE
SAUDADE
ACHARÁ BONSUCESSO

Em breve, o Blog do Jequi trará a tabela dos jogos e horários do campeonato de bairros.

JEQUITINHONHA LANÇA EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS

Objetivo é formar o maior programa de incentivo à cultura no Vale do Jequitinhonha.

A Prefeitura Municipal de Jequitinhonha, por meio da Secretaria de Cultura lança, nesta quinta-feira, 10 de julho, o Programa Conexão Cultura. O objetivo é viabilizar a execução de projetos pelo município, promover a produção e difusão da cultura, além de possibilitar o acesso aos direitos culturais dos diferentes núcleos comunitários.


“Trata-se de um instrumento de fomento e que possibilitará o desenvolvimento cultural do município, por atingir diferentes campos do setor cultural e da economia criativa. Jequitinhonha é uma cidade pioneira e dentro do Baixo Vale é a que está mais avançada em termos de políticas culturais”, afirma o atual secretário de Cultura de Jequitinhonha, Breno Antunes.

A previsão é de que, até o final do primeiro semestre de 2015, cerca de 15 projetos sejam executados, distribuídos em nove áreas da chamada indústria criativa. São elas: Patrimônio Cultural; Conhecimento Tradicional; Artes Visuais; Artes Cênicas; Design; Serviços Criativos; Publicações e Imprensa; Audiovisuais e Novas Mídias.

A sociedade civil será a grande protagonista do Programa Conexão Cultura, que permitirá que pessoas físicas e pessoas jurídicas sem fins lucrativos apresentem projetos ao Município. A iniciativa já nasce exitosa, por ser um mecanismo adequado para atender as reais necessidades dos diversos atores e núcleos comunitários envolvidos com a cultura local.

Edital completo e maiores informações no site:

sexta-feira, 11 de julho de 2014

SENAR CAPACITA APICULTORES EM FELISBURGO-MG

Melhoria de renda, conhecimento ambiental, desenvolvimento técnico e polinização foram conteúdos que incentivaram doze trabalhadores a concluírem o curso de Apicultura realizado na comunidade Paraguai, zona rural de Felisburgo, no Vale do Jequitinhonha. Em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Felisburgo, o curso do SENAR MINAS abordou conhecimentos sobre gerenciamento da atividade apícola, custos de produção, legislação e associativismo.


O evento foi realizado com carga horária de 40 horas e ministrado pelo instrutor Geilson Miranda Gonçalves, que durante as aulas ensinou as operações e técnicas necessárias para o sucesso da produção de mel e cera.  Geilson afirmou que a turma se mostrou muito interessada e comprometida. “Acredito que pelo comprometimento demonstrado durante o treinamento, vão conduzir os apiários de forma correta e com sucesso na atividade”.

Euflorzino Souza Carvalho, 59 anos disse que o conhecimento adquirido foi de grande valia. “As técnicas que aprendi farão diferença na minha produção e na renda familiar. Com crescimento na produção, minha família vai poder não apenas consumir  mel como também comercializar”. 

Durante as aulas, os alunos também receberam orientações sobre higiene, segurança no trabalho e cuidados com o meio ambiente.


Por Daniella Leite, de Araçuaí (FAEMG)

DENTISTA É PRESO TRANSPORTANDO DROGA DE ALMENARA PARA BANDEIRA

Um dentista de Bandeira, no Vale do Jequitinhonha, foi preso na noite do dia 7 de julho, suspeito de tráfico de entorpecentes.

A Polícia Militar chegou até o autor após uma denúncia anônima informando que ele estaria transportando uma certa quantidade de drogas que seria distribuída em Bandeira.


Diante a denúncia foi feito um bloqueio LMG-630, rodovia que liga Almenara e Bandeira, onde os militares lograram êxito em abordar o veiculo Ford Fiesta sedan, cor preto, que estava sendo conduzido pelo dentista M.C.M., que estava acompanhado da testemunha A.F.R. Ao realizar uma busca pessoal nos dois integrantes do veiculo foi encontrado dentro da cueca de M.C.M. um tablete de uma substancia semelhante a maconha, pesando aproximadamente 30 gramas.

O autor relatou aos policiais que teria comprado a droga de um homem loiro, no bairro Darwin Cordeiro "Tola", em Almenara/MG. Ainda segundo a PM, M.C.M. disse que iria fumar parte da maconha e distribuir o resto para alguns amigos. 

O outro indivíduo A.F.R informou que apenas pegou carona com o autor e nada sabia da droga. Ele presenciou a abordagem e visualizou o momento em que foi localizado o entorpecente dentro da cueca de M.C.M. e também testemunhou as declarações do autor sobre origem e destino da droga.

Diante o exposto M.C.M. foi preso e encaminhado para a delegacia de Policia Civil em Almenara. O veiculo não foi apreendido por falta de meios e ficou na responsabilidade de um cunhado do autor.


Fonte: Aranãs

quarta-feira, 9 de julho de 2014

CORTE ANULA CASSAÇÃO DE PREFEITO E VICE DE DATAS-MG, VALE DO JEQUITINHONHA

A Corte Eleitoral mineira, na sessão dessa quarta-feira (2), anulou, por quatro votos a dois, sentença do juiz da 101ª Zona Eleitoral, de Diamantina, que cassou o diploma do prefeito reeleito de Datas (Região Central), Ilmar Augusto Guedes (DEM), e de seu vice Fernando Aparecido Gonçalves (PSD), por conduta vedada. A decisão determinou o retorno do processo ao juízo eleitoral – primeira instância – para produção de prova pericial requerida perante o juiz eleitoral de Diamantina e indeferida por ele.

Ilmar Guedes. Foto: TSE
A representação foi apresentada pelo Ministério Público eleitoral, que alegou ter havido anuência do então prefeito de Datas, Ilmar Guedes, candidato à reeleição, para a manutenção da publicidade institucional no site da Prefeitura durante o período vedado de três meses anteriores às Eleições 2012. O juiz eleitoral, ao cassar os diplomas dos eleitos, fundamentou o reconhecimento da gravidade da conduta e potencialidade de vulneração do pleito no número de acessos ao site da Prefeitura, o que causou o inconformismo do prefeito e vice eleitos. Assim, Ilmar apresentou recurso contra o indeferimento, já que a prova pericial tinha por objetivo provar o número de acessos efetivos ao link onde se encontrava o material reputado irregular.

Para a relatora do processo no TRE, juíza Maria Edna Veloso, faltou fundamentação na decisão de primeira instância, já que era “inequívoca pertinência da prova, por destinar-se a elucidar ponto controverso e relevante.”

Nas eleições de 2012, Ilmar Guedes obteve 1.948 votos (54,78%), enquanto o segundo colocado, Gonçalo Valdivino Pereira, teve 1.608 votos (45,22%).

Ilmar Guedes se manteve no cargo após a cassação de seu diploma em razão de efeito suspensivo concedido pelo juiz da 101ª Zona Eleitoral na sentença.

Processo relacionado: RE 191586

Fonte: TSE

TURMALINA-MG: POLÍCIA CIVIL PRENDE ESTELIONATÁRIO QUE APLICAVA GOLPES NA CIDADE

Na manhã desta terça-feira (08), a Polícia Civil prendeu Anaquison Gomes Alves que, segundo levantamentos da Delegacia de Polícia de Turmalina, no Vale do Jequitinhonha, vinha cometendo crimes de estelionato com várias pessoas e crimes de extorsão, em que prometia prováveis vantagens na realização de provas para Carteira de Habilitação.

Foto: Divulgação PC
De acordo com o Delegado Felipe Pontual, que comandou a operação, Anaquison mencionava ter conhecimentos dentro do DENTRAN, de Minas Gerais. As investigações comprovaram que o estelionatário não tinha ligações com o órgão do estado.

“Entretanto, como é notório que a Polícia Civil de Minas Gerais já há um bom tempo aumentou a fiscalização, tornando praticamente impossível que tal vantagem venha a ocorrer, facilitou que tivéssemos êxito na prisão do autor, vez que a CIRETRAN de Capelinha atua com muito rigor em tal seguimento e o estelionatário, sabedor de tal situação, começou a agir nas cidades circunvizinhas, sobretudo, no município de Turmalina, se valendo de pessoas mais simples que necessitavam de tal habilitação para fins empregatícios”, explica o delegado.

Hoje pela manhã, uma equipe de policiais civis de Turmalina, composta pelo Delegado de Polícia Felipe Pontual e pelos policiais Alan Brandão, Helvécio Macedo, Guilherme Fernandes e Roberto Cassimiro tiveram êxito não só na prisão, mas também na investigação. Anaquison Gomes Alves encontra-se agora preso preventivamente pelos crimes dos artigos 171 e 158 do Código Penal na cadeia de Turmalina.

A operação realizada pela Polícia Civil de Turmalina contou com a colaboração de policias civis da cidade de Capelinha e foi decorrente de um mandado de prisão. “O mandado, solicitado pela Autoridade Policial, recebeu um parecer favorável do Promotor de Justiça Leonardo Diniz Faria e decretado pela meritíssima juíza de direto da Comarca de Turmalina Caroline Rodrigues Queiroz”, completa o delegado.


Por telefone o delegado Felipe Pontual destacou a participação da sua equipe na prisão. “Essa prisão só foi possível devido ao esforço dos policiais da nossa delegacia”, finaliza.

Via Rádio Turmalina Fm

terça-feira, 8 de julho de 2014

MULHER É PRESA TRANSPORTANDO DROGAS NA RODOVIÁRIA DE CARAÍ, VALE DO JEQUITINHONHA

Foram encontradas 270 buchas de maconha e 836 pedras de crack. Polícia Militar chegou até suspeita através denúncia anônima.

Droga seria utilizada para abastecer o tráfico na região do município de Caraí. (Foto: Divulgação/PM)
Uma mulher de 20 anos foi presa com uma grande quantidade de drogas na rodoviária de Caraí (MG), na noite dessa quinta-feira (3). Segundo a Polícia Militar de Teófilo Otoni, após denúncia anônima, foram apreendidas 270 buchas de maconha e 836 pedras de crack.

Ainda segundo a polícia, a mulher disse que a droga seria entregue a um traficante da cidade. Ela foi presa em flagrante e o material foi apreendido e encaminhado à delegacia de Novo Cruzeiro. A droga seria utilizada para abastecer o tráfico em Caraí e região.

Do G1 dos Vales de Minas Gerais

Blogger Themes

2leep.com

 
Powered by Blogger